sexta-feira, 9 de julho de 2010

Maldito, desgraçado, filho da puta, cachorro, babaca...

Acordei às malditas seis horas da manhã, me arrumei toda. Não estava nem aí para a merda da prova de matemática, só pensando no que aconteceria quando saísse da maldita escola. Pra que? Estão se perguntando o que eu faria? Pois bem, era pra ele estar me esperando. E adivinhem só, ele não estava lá. Doce ilusão. Palmas para mim. Eu sou uma completa idiota. Meu deus do céu, e eu ainda pensei que dessa vez fosse dá certo. Mas não, nada dá certo. Foi a semana toda feliz. Não parava de pensar e falar nisso. Pra no bendito dia o infeliz não está lá? Aa, pera aí né? Eu não mereço isso não. Quem ele tá pensando que é? Mas, esperem, o pior eu ainda não contei. Ele não teve a decência de me falar que o irmão dele iria está em casa. u_u Ainda veio com uma desculpinha de que ia me falar. Ia me falar, é meu pau né? Eu perdi minha manhã toda. Podia ter dormido ou me entupido com algo bem gorduroso, mas não fiquei esperando ele e o desgraçado não apareceu. Eu não aguento mais. Pela segunda vez, se-gun-da. Pra mim, chega!

2 comentários:

O gerente disse...

coiado do rapaz! Deve ter perdido a hora, nao? afinal, ele deve ter pensado: "acordar cedo assim para ver alguem... haja amor..."

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Acordar 6 horas da manhã pra ver uma pessoa?
Prefiro acordar as 6 com a pessoa...


E tenha cuidado ao usar os verbos no presente quando deveriam estar no infinitivo... fica a dica

Postar um comentário

 
↑Top