segunda-feira, 11 de outubro de 2010

E de repente ela sentiu um vazio enorme. Era como se tivessem arrancado alguma parte de sua alma. O frio já não mais a aquecia e sim tornava as coisas muito piores. O mundo dela havia desabado. Não tinha mais com quem contar. Só conseguia ouvir o barulho do vento lá fora. Seu coração já não mais batia como antes. Era como se até ele tivesse desistido de tudo.
Passava horas trancada em seu quarto. Pensava no ontem. Pensava em quando ela não ligava para nada. Vivia a vida como era. Não pensava antes de fazer nada. Mas tudo mudou. Tentava achar o porquê daquilo tudo. Infelizmente não achou nenhuma resposta para todas as suas perguntas.
Já não aguentava mais a infernal rotina que estava levando. O tédio a irritava.
Decidiu, depois de muito pensar, que isso teria um fim. Ela estava cansada...
Assim que sua mãe chegou e foi até o banheiro, lá estava ela. Ela havia se matado. Não resistiu. Decidiu que iria por um fim naquilo e assim o fez.

2 comentários:

Batom nos Dentes disse...

Adorei o blog! O nome então rs :) E muito bom o texto! Parabéns :)

Obrigada pela visita ao Batom :)
www.batomnosdentes.blogspot.com
Beijocas

Lara Oliveira. disse...

Nossa, que texto ótimo! Já me senti assim, vazia, muitas vezes. É horrível mesmo. Final surpreendente, haha. Beijos

Postar um comentário

 
↑Top