quarta-feira, 18 de agosto de 2010

E ela era assim...

Tão meiga e tão sórdida. Tão doce, delicada e pura. Tão maléfica, deplorável e sem escrúpulos. Tão sentimental e tão carnal. Tão apaixonada e tão descrente no amor. Tão culta e tão terrivelmente estúpida. Tão ninfeta e tão mulher. Tão poética e tão anti-poética. Tão decidida e tão perdida. Tão idealizadora e tão idealizada. Tão estranhamente perfeita e tão perfeitamente estranha.Tão viva e tão moribunda. Tão desprezível...

3 comentários:

Tricotando a quatro mãos disse...

é desse jeitinho que me sinto às vezes!

seu blog é lindo, adorei! to te seguindo!
beijos

http://tricotandoa4maos.blogspot.com/
maiza.

Tricotando a quatro mãos disse...

Ah! Te adicionamos na nossa lista de blogs!
beijo

O gerente disse...

eu acho que a grande questao era que ela comia muito chocolate escondida...

Postar um comentário

 
↑Top