terça-feira, 10 de agosto de 2010

"Sempre que se chateava cortava os braços com gilete pra chamar atenção, tinha carência afetiva achava que seus pais gostavam mais do irmão. Um dia olhou pela janela e imaginou como seria o seu vôo até o chão, mas quando pensou na sujeira que ela causaria desistiu foi ver televisão"
Jay Vaquer

2 comentários:

Lucy disse...

foi a coisa mas profunda que já li, traduziu a minha vida (sabe que sim né)
^^

Giovan disse...

opa....texto curto e direto...parabéns...

http://ahistoriacomoelafoi.zip.net/

Postar um comentário

 
↑Top